INTERNACIONALIZAÇÃO DO MATO GROSSO EM PAUTA NA EMBRATUR

INTERNACIONALIZAÇÃO DO MATO GROSSO EM PAUTA NA EMBRATUR

Presidente do Instituto recebe secretários do governo do estado para discutir ideias para promoção turística da região e do Pantanal no exterior

A presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra, recebeu, na manhã desta quarta-feira (20), o secretário de Desenvolvimento Econômico do Mato Grosso, César Miranda, e o secretário adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, para debater ações para o avanço do turismo na região e possíveis iniciativas de promoção de todo o potencial do estado para o setor.

Segundo Teté, o Ecoturismo é o principal segmento a ser desenvolvido e promovido no exterior, com grande apelo para mercados estratégicos, como a China. Neste cenário, o Pantanal, que também abrange o estado vizinho Mato Grosso do Sul, tem grande destaque e pode contribuir decisivamente para a internacionalização do estado.

“O potencial do bioma no segmento Turismo de Natureza é reconhecido internacionalmente. É muito importante que o Mato Grosso e outros estados participem das ações de promoção que a Embratur promove no exterior para abertura internacional e a atração de mais estrangeiros para esses destinos”, explica.

Além da presença nas feiras internacionais, a presidente defende que o estado esteja inserido nas plataformas digitais do Instituto que conectam o trade nacional e internacional para o fechamento de negócios, como o Visit Brasil Market Place, ambiente digital que pode ser considerada a versão digital das feiras de turismo atuais.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Mato Grosso, César Martins, destacou a vocação do Mato Grosso para o setor, tanto em relação aos recursos naturais quanto culturais. Martins defendeu o trabalho conjunto de promoção entre as secretarias do estado e a Embratur e afirmou que o setor de turismo será tratado como uma atividade econômica no Mato Grosso.

Já o secretário adjunto de Turismo do Mato Grosso, Jefferson Moreno, ressaltou o interesse do estado em participar das feiras internacionais de turismo previstas na Agenda de Promoção Comercial do Turismo Brasileiro no Exterior para o segundo semestre de 2019. Segundo ele, é preciso colocar os produtos turísticos do Mato Grosso na prateleira internacional e a participação nas ações da Embratur é importante para alcançar resultados econômicos positivos.

A título de comparação, as feiras do segundo semestre de 2018 contaram com 145 vagas para participação de coexpositores nos espaços do Brasil. A expectativa de negócio é superior a US$ 116 milhões para os 12 meses subsequentes às participações.        

 

Assessoria de Comunicação da Embratur