Trânsito de Barra do Garças terá área azul

06/03/2017 18:35

População aponta questionamento sobre o novo sistema

Redação

Barra do Garças vai implementar sistema de organização e controle de trânsito do centro comercial da cidade. Segundo vem sendo anunciado, a medida visa regulamentar mobilidade urbana, área azul, com implantação de estacionamento rotativo. O fato tem motivado contrariedade por parte de uma parcela de usuários que, normalmente, estaciona no acostamento do meio-fio, no período de horário comercial.

Com aumento da frota de veículos circulando pelo centro e pouca oferta de serviços de estacionamento rotativo, a maioria dos comerciantes e funcionários estaciona o próprio veículo no meio-fio, frente ao estabelecimento, outros deixam o espaço para clientes, o que nunca é respeitado. Para quem circula o setor comercial e já está acostumado com o espaço livre, encontra dificuldade. Por outra visão, quem poderá ganhar com o sistema serão os próprios comerciantes, com a certeza da vaga para o consumidor.

As observações contrárias e dúvidas por parte de alguns proprietários de veículos, são diversas: liberação do espaço de entrada e saída de garagem de imóvel residencial, na área azul, valor que será cobrado e tempo permitido estacionar, vaga sinalizada para idoso e pessoas deficientes, empreendimento de construção de garagem, rotativo para atender a demanda ou, melhoramento do sistema de transporte público coletivo, entres outras, que, acredita-se, pode ser discernível cumprindo código de trânsito.

Para alguns empresários do comércio local, nos últimos cinco meses o setor tem sido afetado com crescente fechamento de lojas, como possível reflexo do enfrentamento da crise econômica. Cientes do intenso trânsito de veículos de passeio e de carga, questionam observação, que, dependendo do valor determinado por hora/estacionado, o evento da cobrança da taxa poderá sobrecarregar tributos para a clientela.

A regulamentação é importante para o desenvolvimento comercial da cidade, que vem ganhando impulso com novos investimentos empresariais. A adequação de trânsito, tanto para veículo quanto para pedestre se faz necessário.

Para ingressar na indústria do turismo, a população da cidade merece ser educada par lidar com estas questões, motoristas e pedestres, visando uma das regras básicas para o bom andamento receptivo aos visitantes.

 

TRÂNSITO PARA PEDESTRE

Outro questionamento feito, refere-se ao trânsito para pedestre. Como será? Citando que, em algumas ruas e avenidas calçadas são invadidas por comércio diversificados impedindo livre circulação, ou, ainda, há desnivelamento das mesmas, em outros casos, simplesmente a calçada não existe, o que obriga o transeunte seguir pelo acostamento do meio-fio.