Protestos marcam audiência sobre projeto de construção da UHE do Araguaia

05/08/2016 01:23

A audiência pública realizada (04.08) no auditório da Prefeitura de Barra do Garças, para apresentação e debates do projeto de construção da Usina Hidroelétrica (UHE) Boaventura, acontece com protesto de manifestantes. Projetada para ser instalada no Rio das Garças, afluente do Rio Araguaia, a Usina terá uma área de 12,11 km² inundados para reservatório e deverá gerar energia para abastecer cerca de 105 mil domicílios.  A previsão é de que a Usina seja construída no prazo de 2 anos e meio (30 meses).

No auditório lotado, a abertura de debates sobre questões apresentados pelo público participante provocou manifestação de grupos, universitários, comunidade ribeirinha, indígenas, representantes de ongs e de diversos outros segmentos protestaram com reclamação e cartazes. Marcando presença, participantes disseram que não houve respostas imediatas e nem esclarecedoras de questionários de interesse da população.

O projeto de construção da usina envolve uma série de impactos de interferências socioeconômica e ambientais que preocupam habitantes de Barra Garças, Pontal do Araguaia e General Carneiro, cidades situadas na região que abrange os dois rios, Garças e Araguaia.

Redação JTA