Corte no orçamento é desafio para novo superintendente da PRF

04/09/2017 17:59
Secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho, colocou o Governo do Estado à disposição para ampliar parcerias

Tomou posse nesta segunda-feira (4) o novo superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso, Aristóteles Cadidé da Silva, no auditório da sede das Promotorias de Justiça da Capital. De acordo com ele, o corte no orçamento anual repassado pela União à PRF será seu maior desafio.

Segundo dados da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (Fenaprf), a instituição perdeu quase R$ 200 milhões dos R$ 460 milhões previstos para 2017.

Para Aristóteles, a PRF é considerada uma instituição cidadã, pois possui a missão de preservar a vida, entre outras atribuições. “Diante das dificuldades que o País enfrenta, vamos continuar lutando, em busca de recursos financeiros, para melhorar os serviços prestados à população”, ressaltou Cadidé.

Presente no evento, o secretário-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, José Adolpho Vieira, colocou o Governo do Estado à disposição da instituição. “Acreditamos que a integração das forças é fundamental, por isso estamos dispostos a ampliar as parcerias com a PRF, visando o fortalecimento da segurança”.

O déficit no número de policiais rodoviários federais foi outra preocupação apontada durante a solenidade de posse. No Brasil, esse número chega a três mil, sendo que até o final do ano pode chegar a seis mil, em função de novas aposentadorias. Em Mato Grosso, a PRF conta com 369 servidores, distribuídos pelos 15 postos e oito delegacias regionais.

Isso inclui os policiais responsáveis pelos mil quilômetros de fronteira seca que o estado possui. Com o objetivo de fornecer melhores condições de trabalho, a delegacia da PRF de Pontes Lacerda (450 a Sudoeste de Cuiabá) passou por reformas e será inaugurada nesta terça-feira (05.09). “Também está no plano de trabalho a inclusão da PRF-MT na Operação Égide, de âmbito nacional, para fortalecer a atuação na fronteira”, acrescentou Cadidé da Silva.

 

 

Fonte: Gcom-MT

Foto por: Francisco Alves/Gcom-MT