Começa a greve dos SPFs

04/08/2015 17:33
Assessoria - 
 
        Servidores públicos federais de Mato Grosso iniciaram ontem, a greve geral que foi decidida por unanimidade na assembleia do último dia 27, em resposta ao governo federal, que fez oferta de reajuste de 21,3% escalonada em 4 anos e considerada pela maioria como indecente. Os trabalhadores reivindicam 27,3% em uma única parcela. Na tentativa de destravar as discussões, uma contraproposta de índice de reajuste linear foi feita pela categoria, de 19,7%, a ser paga em 2016, mas mesmo assim o Executivo não ficou sensibilizado.
        Para intensificar a mobilização, o Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Mato Grosso (Sindsep-MT), está realizando reuniões com servidores dos 31 órgãos que fazem parte da base do sindicato. Na data de ontem foram visitados o Ministério da Saúde, Funasa, Dsei e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Hoje o Comando Estadual de Greve terá reuniões com servidores da SRTE, DNIT, DNPM e AGU. A intenção é estudar as diretrizes a serem tomadas, principalmente em relação ao fortalecimento do movimento paredista e a criação de CG nos órgãos.
        Na quinta-feira, 6, os servidores estarão se reunindo na Praça Alencastro, centro de Cuiabá, a partir das 9h30, para uma manifestação contra a política fiscal do governo Dilma e cobrar efetividade nas negociações das pautas especificas, sem condicionamento ao aceite da proposta de reajuste parcelado; melhoraria nos reajustes dos benefícios, com isonomia dos benefícios entre os servidores dos três poderes; negociação efetiva em relação a política de negociação salarial permanente; data base e a reafirmação, na mesa de negociação, da pauta aprovada no início do ano pelo Fórum das Entidades Nacionais dos SPF, em reunião ampliada da campanha salarial 2015, entre outros.